terça-feira, 25 de julho de 2017

Programa reduz número de fumantes em Jardim de Piranhas


Levantamento realizado pela Estratégia Saúde da Família (ESF) em Jardim de Piranhas, no Seridó potiguar, observou que a maior causa de mortes no município está relacionada a problemas no aparelho respiratório, responsável também pelo surgimento ou agravamento de muitos problemas cardíacos da população. Parte disso está relacionada ao hábito de fumar.

Para combater este problema, a Prefeitura criou o projeto ‘Tabagismo é possível vencer’, seguindo protocolo do Programa Nacional de Controle do Tabagismo, e tem alcançado resultados acima do esperado. Segundo a ESF, desde 2016, quando a ação foi iniciada, cerca de 60% dos participantes estão conseguindo deixar o cigarro.

De acordo com George Pereira, coordenador da Estratégia, três grupos já foram formados, com cerca de 50 participantes cada. “São pessoas comuns que se interessam pela discussão e se inscrevem no projeto, interessados em melhorar sua qualidade de vida”, disse.

As pessoas ficam sabendo do projeto através dos Agentes de Saúde que informam a data das reuniões. Nos encontros, a coordenação, formada por um farmacêutico e um psicólogo Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), realiza a triagem através de um questionário que detecta o índice de dependência e a vontade do paciente de parar de fumar. O trabalho que dura em média três meses, continua com palestras, apresentação da metodologia, distribuição de adesivos para reposição de nicotina e oferta de tratamento psicológico para aqueles que precisam.

Mais de 150 pessoas já participaram das palestras. Dessas, 67 iniciaram o tratamento, sendo que mais de 70% chegaram até a última sessão. Dos que ficaram, aproximadamente 60% mantiveram a abstenção por mais de 60 dias, o que representa um grande avanço neste trabalho.

“Trabalhar com dependência química não é tarefa simples. O cigarro proporciona um grau de dependência semelhante ao de outras drogas como crack e heroína, contando com um adicional que dificulta o trabalho por se tratar de droga lícita”, disse o farmacêutico Bernardo Bien, um dos responsáveis pela execução do projeto.

A dona de casa Geralda Gercina Maia, 57, fumou por mais de 30 anos, mas está conseguindo se livrar do vício graças ao projeto. “Eu tinha muita vontade de deixar, mas não conseguia. Depois de uns dois meses acompanhando as palestras, parei de fumar e agora já se passaram cinco meses. Ainda sinto vontade, mas não quero mais”, disse.

Ana Lúcia de Araújo, 50, foi outra que fumou uma carteira de cigarros por dia durante 30 anos. Tentou parar diversas vezes, mas sempre reincidia. “Tentei me encaixar em um grupo de Caicó, mas não fui aceito. Quando soube desse trabalho aqui em Jardim, corri para me inscrever e já faz seis meses que não fumo. Depois do tratamento, ainda senti vontade de fumar, mas resisti e hoje não sinto mais falta”, completou.


Para a secretária de Saúde de Jardim de Piranhas, Dayse Queiroz, esse é um trabalho muito importante, mas bem difícil, porque exige muito esforço da parte daqueles que procuram ajuda. “Alguns desistem, mas aqueles que realmente querem parar de fumar estão conseguindo graças à sua força de vontade”, explicou.
 


sábado, 22 de julho de 2017

Marcha dos Idosos fortalece festa de Santana, em Caicó


O Grupo de Idosos de Jardim de Piranhas voltou a chamar atenção durante a festa de Santana, padroeira de Caicó. Pelo menos 120 integrantes estiveram em mais uma edição da Marcha dos Idosos, formada também por caravanas de outros municípios. A atividade faz parte do calendário do grupo assistido pelo Centro de Referência de Assistência Social (CRAS).
Devotos do catolicismo, esses jovens da terceira idade aproveitam o evento para fortalecer a fé e mostrar à comunidade que ainda possuem vigor e disposição de participar e contribuir com as atividades sociais, religiosas e culturais da região. Segurando uma faixa de identificação da caravana, os idosos saíram da Praça José Augusto e seguiram até a catedral de Santana e lá assistiram a uma missa. De lá, foram para a Ilha de Santana, onde foram recepcionados com forró, brincadeiras e diversas outras atividades.


quarta-feira, 19 de julho de 2017

Jardim de Piranhas discute fortalecimento do SUAS


Garantia de direitos no fortalecimento do SUAS, esse foi o tema da 11ª Conferência de Assistência Social de Jardim de Piranhas, realizada nesta terça-feira, 18, com a presença de autoridades, população assistida e sociedade em geral. O momento faz parte do calendário anual de discussão da área e tem, entre seus objetivos, a intenção de preparar a participação do município para a Conferência Nacional que será realizada entre 5 a 8 de dezembro, em Brasília/DF.
O encontro colocou em discussão quatro eixos centrais: A proteção social não-contributiva e o princípio da equidade como paradigma para a gestão dos direitos socioassistenciais; Gestão democrática e controle social: o lugar da sociedade civil no SUAS; Acesso às seguranças socioassistenciais e a articulação entre serviços, benefícios e transferência de renda como garantias de direitos socioassistenciais; A legislação como instrumento para uma gestão de compromissos e corresponsabilidades dos entes federativos para a garantia dos direitos socioassistenciais.     

Jardim de Piranhas há muito vem se destacando nesta área, realizando um trabalho que valoriza as famílias em seus vários aspectos, sobretudo na promoção da autoestima, qualificação e profissionalização. Prova disso é que a secretária Cristieli Queiroz integra hoje os quadros do Colegiado Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social (Coegemas).

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Jardim de Piranhas participa da 1ª Conferência da Saúde da Mulher


A presidente do Conselho Municipal de Saúde de Jardim de Piranhas, Irismar de Souza, participou em Natal da Primeira Conferência Estadual da Saúde da Mulher, que aconteceu entre segunda-feira, 10, e hoje, 12. Ela foi escolhida na confêrencia regional de currais novos como delegada para representar todos os trabalhadores de saúde da região do Seridó.
O evento de Natal, teve como tema central “Saúde da Mulher: desafios para Integralidade com Equidade” e como eixos a serem trabalhados I - O papel do Estado no desenvolvimento socioeconômico e ambiental e seus reflexos na vida e na saúde das mulheres; II - O mundo do trabalho e suas consequências na vida e na saúde das mulheres; III - Vulnerabilidades e equidade na vida e na saúde das mulheres e IV - Políticas públicas para as mulheres e a participação social.

O objetivo da conferência foi propor diretrizes para a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Mulheres e efetivar o controle social no Sistema Único de Saúde (SUS) visando à saúde das mulheres

sábado, 8 de julho de 2017

Secretaria de Saúde realizou uma atualização no calendário vacinal em Jardim de Piranhas


A Secretaria Municipal de Saúde juntamente com a Coordenação da Atenção Básica de Jardim de Piranhas, realizou nessa sexta dia 07 de julho uma atualização no calendário vacinal para usuários adultos e crianças desse município. Na oportunidade se fizeram presentes os profissionais das unidades de saúde, técnicos de enfermagem, vacinadores e enfermeiros da estratégia, onde foram tratados também assuntos relacionados ao processo de organização de trabalho e funcionamento das unidades, no intuito de melhorar cada vez mais o acesso e a qualidade dos usuários do município.

quinta-feira, 6 de julho de 2017

Encontro tira dúvidas sobre o Bolsa Família em Jardim de Piranhas


A Secretaria Municipal de Trabalho, Habitação e Assistência Social (SETHAS) de Jardim de Piranhas reuniu pais e mães dos jovens e crianças assistidos pelo Serviço de Convivências e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) do Centro de Referência e Assistência Social (CRAS), para tirar dúvidas sobre o programa Bolsa Família e Cadúnico.

O objetivo foi esclarecer alguns pontos a respeito do programa: como as famílias têm acesso a ele, porque alguns são desligados e que outros projetos sociais existem ou serão implantados para os inseridos no Cadastro Único (Cadúnico). “Sempre existem muitas dúvidas e reclamações por quem não consegue acessar alguns desses benefícios e o encontro serviu para elucidar isso”, conta a secretária Cristieli Queiroz.

Ainda no encontro, o Conselho de Assistência Social escolheu, por meio de votação, duas delegadas que participarão da Conferências Municipal de Assistência Social, a ser realizada no próximo dia 18. Também foi feito convite para todos participarem de uma audiência pública sobre o Cadúnico e novos projetos que ocorrerá no dia 29 de agosto, com a presença de representantes de Brasília.